Lançamento

Lançamento

coisas que aprendi

.Para saber mais CLIQUE aqui

Conversa do bebê Camelo

sexta-feira, 8 de março de 2013

pobre homem no dia da mulher


Dia difícil para o homem


Hoje é um dia em que os homens se esmeram na busca de formas e palavras para homenagear as mulheres.
Pobres, homens!
E agora?
O que dizer sobre elas que elas não sabem. Aliás, elas sabem muito. Muito além de nós, por vezes. (que elas não nos escutem, mas é verdade. Nosso mundo masculino custa a admitir isto)
Comprar uma flor?  Ah!!! As floriculturas estão cheias de homens, procurando uma flor. Mas se a atendente da floricultura perguntar: qual flor? Qual ela mais gosta?


Pronto, ferrou!


Crisântemo ou rosa? Margaridas, ou Lírios?
Flores do campo, quem sabe? Mas o que é flor do campo?
Deixa, então...
Lá vai o homem para a loja, comprar um presente.


Ao entrar, a atendente: “em que posso ajudar”?


Se pudesse ler o pensamento do homem, nesta hora, ele responde: me diz o que devo dar para a mulher da minha vida, no dia da mulher?
Um sapato, quem sabe? Mas e o número? Qual será o número? E a cor? E a forma?
Deixa o sapato, uma roupa, uma blusa. Sim, blusa é uma bom presente.
A atendente pergunta: qual a cor preferida dela? Qual tamanho?


Ihh.. ferrou de novo.


Deixa prá lá. Se despede, agradece e a atendente responde: merece!
Merece o que?? Por favor. Estou no desespero e ela ainda diz que mereço...
Sempre tem a saída mágica: o perfume!
Claro, porque não pensei nisto antes?


Primeira pergunta da atendente: qual tipo? Cítrico, floral? Amadeirado?


Realmente, pobre do homem, neste dia.
Tem uma outra opção que toda mulher ama: uma jóia.
Fácil, um anel, ou uma aliança.
Não falta a pergunta da atendente: qual o tamanho do dedo dela?


        Não tem jeito, mesmo...


Ao sair, a moça diz: temos vale presente. Que tal?
Finalmente a saída apoteótica: o vale presente!!


Apoteótica, porém ridícula.
 Talvez o melhor seja pegar uma caneta (lembra quando se escrevia com caneta, e não no word?) e escrever um poema.
Socorro, o que fazer neste dia para homenagear esta preciosidade ímpar, doce, elegante, forte, frágil, rígida e dócil?


Humildemente, recebam nossa palavra de profundo respeito, com uma única palavra: “obrigado”

Nenhum comentário:

Postar um comentário