Lançamento

Lançamento

coisas que aprendi

.Para saber mais CLIQUE aqui

Conversa do bebê Camelo

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Momento Vida: estranha profissão

Uma profissão muito estranha encontrei na praia de Copacabana.

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Um espetáculo

A Sociedade Música pela Música brindou a Comunidade Evangélica São João, Pelotas, com um espetáculo maravilhoso.
No vídeo estão parte de 3 músicas.
O vídeo não consegue dar a ideia da dimensão do espetáculo.


quinta-feira, 8 de novembro de 2012

Estresse T E S T E

Presidente da Isma Brasil elaborou perguntas especialmente para os leitores do GLOBO
·          
Ana Maria Rossi, presidente da ISMA Brasil, associação de pesquisa e tratamento do estresse, diz que ele a princípio não é bom nem mau: tudo vai depender de como cada um encara a situação que o desencadeou. A partir daí, aí sim, o estresse é positivo ou negativo. “Estresse de menos deixa a pessoa sem motivação; demais, deixa imobilizada”, explica. “Cada um deve encontrar seu nível ótimo de estresse, já que o que é ruim para uns pode não ser para outros”. E o seu nível de estresse, como anda? Se quiser descobrir, confira, a seguir, o teste criado pela médica exclusivamente para o GLOBO.

VOCÊ ESTÁ ESTRESSADO?
1— Você se sente satisfeito com a sua vida?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
2 — Quando não consegue o que quer, planeja alternativas?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
3 — Sente-se gratificado pelo que faz?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
4 — Consegue equilibrar sua vida pessoal e profissional?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
5 — Você cultiva o relacionamento com as pessoas que são importantes para você?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
6 — Quando está sobrecarregado, recusa novas responsabilidades?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
7 — Em sua rotina diária, você agenda um período para relaxar?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
8 — Você mantém um estilo de vida saudável?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
9 — Considera-se uma pessoa otimista?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
10 — Você sente prazer em fazer as coisas de que gosta?
a) Raramente
b) Às vezes
c) Frequentemente
Resultado:
Para cada Raramente conte 1 ponto; para cada Às Vezes, 2 pontos; e, para cada Frequentemente, 3 pontos.
De 10 a 12 pontos: Sinal vermelho: você está tendo dificuldade para lidar com as pressões que enfrenta. Preste mais atenção no seu dia a dia e veja o que pode fazer para mudar. O auxílio de uma profissional pode ser importante.
De 13 a 21 pontos: Alerta: você já apresenta características de um quadro de estresse. Tome cuidado para não se esquecer da vida pessoal e piorar ainda mais a situação. Manter uma rotina mais leve pode ser a saída.
Acima de 21 pontos: Parabéns! Continue atento aos seus hábitos e à sua qualidade de vida para não cair em armadilhas que podem deixá-lo em segundo plano



© 1996 - 2012. Todos direitos reservados a Infoglobo Comunicação e Participações S.A. 

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

quinta feira, dia 8/11


Paulo Sant`Ana




Eu sinto que tenho relacionamento com Deus.

Relação com Deus, eu já sabia que tinha.

Mas agora eu sinto que estou me relacionando intimamente com Deus.

Como é que eu sinto? Vou dar um exemplo: quando cai um objeto de minhas mãos no chão, apesar da minha terrível tontura incapacitante, eu me esforço, eu me esforço e ainda consigo com muito sacrifício juntar esse objeto.

Doem-me as pernas e os braços, as juntas, mas eu apanho no chão o objeto.

* * *

O que é que isto tem a ver com meu relacionamento com Deus? Tudo.

É que Deus tem sabido dosar o meu sofrimento. Ele sabe exatamente até onde eu posso suportar.

No dia em que eu não puder mais juntar o objeto do chão, terei morrido. E por enquanto ainda não é o que Deus quer. Deus, sinto, ainda tem planos para mim.

Sendo assim, a ração de sofrimento que Deus está designando para mim está no meu limite.

Se Deus apertar um pouco mais o torniquete, eu morro.

* * *

Assim como Deus nos dá ração de sofrimento, dá-nos também ração de felicidade.

Durante quantas vezes em minha vida (inúmeras), Deus me presenteou com tais êxtases de felicidade, que estive à beira de explodir, de morrer de felicidade?

Mas Deus teve controle e meu deu muitas vezes a dose-limite de felicidade que eu podia suportar.

Deus tem limites e conhece os meus limites.

* * *

O máximo que eu posso suportar é essa tontura incapacitante que tira a minha locomoção, que subtraiu toda a motricidade de meus nervos e músculos e que me faz seguir em frente somente na banguela.

Se passar daí, faleço.

Sob certo aspecto, é muito bom conviver com o sofrimento. Quer-me dizer que sou uma criatura viva, não sou um objeto, uma pedra, um martelo. Faz-me sentir humano, isto é, uma criatura de Deus.

Esse meu sofrimento é suportado pela esperança. Esperança de dias melhores. Pode ser que um dia um médico caído do céu diagnostique essa minha tontura. E acabe com ela em três dias.

É essa esperança que me mantém erguido. Se eu não tivesse essa esperança, já teria soçobrado, como soçobrou esses dias o Tatata Pimentel.

* * *

Quando pararem todos os relógios da minha vida e a voz dos necrológios gritar nos noticiários que morri, em torno de meu caixão quero que meus amigos comentem que ali diante deles está um homem que sofreu muito mas que também foi muito feliz.

Que curtiu profundamente os momentos felizes e que suportou com estoicidade e galhardia os cruentos sofrimentos.

Que teve instantes orgásticos de ventura e dias, meses, anos seguidos de cruciante padecer.

Isto, afinal, é ser homem. Isto, afinal, me diferencia dos batráquios.

Mas enquanto não para o meu coração, estou aqui a cada dia que o sol desponta à espera do que venha pela frente, seja um dilacerante martírio, seja uma felicidade incomparável.

Para isto, vim ao mundo, para sofrer ou para ser venturoso.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Exclusivo, direto do Cazaquistão

Jonas é um artista nato, daqueles que não precisa palavras para se expressar.
Nesta apresentação faz um show que provocou reviravoltas no caixão de Elvis Presley.
Jonas, meu amado afilhado, é o show.


Um artista extraordinário

Guilherme Fiss, é conhecido por Guigo.
Guigo é um jovem que traz na alma a inquietude da juventude e a serenidade e poesia de um artista.
Com seu Sax, Guigo viaja com suas melodias e leva a platéia a flutuar..
O primeiro CD foi uma dádiva do céu. Breve o segundo CD.
Neste vídeo Guigo leva a platéia a um momento ímpar.
Faça sua viagem interna ouvindo este maravilhoso saxofonista.
contatos para festas, shows: (053) 84081310, ou guilhermefiss@hotmail.com
Com voces... Guigo!!!!


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Eu vi

          Eu vi, em Santa Catarina, uma cidade que foi tirada de um vale e posta no alto de um morro.
          A pacata cidade de Itá, em Santa Catarina, vivia tranquilamente vendo seus dias começarem e terminarem sem nada de muito novo.
         Até que um dia surgiu o projeto para a construção de uma hidrelétrica na região. Com isto toda área da cidade seria inundada. Para que tamanha obra fosse realizada foi preciso construir uma nova cidade, desta vez no alto do morro. Anos foram passando, ruas foram projetadas, casas construídas e pessoas foram trocando a velha pela nova casa.
         Concluída a remoção das pessoas foi a vez de destruir tudo quanto existia.
         Tudo foi posto abaixo.
         Um fato impressionou a todos: a velha igreja, teve suas paredes derrubas mas as duas lindas torres mantiveram-se de pé. Tentativas foram feitas, mas lá ficaram elas, como que duas mãos erguidas ao alto, suplicando para ali permanecerem.
         Um plebiscito decidiu que as torres seriam poupadas e hoje se constituem num ponto turístico, acima do nível da água, tendo abaixo 14 metros de profundidade.
Eu vi aquelas torres com emoção e alguns pensamentos inundaram minha mente:

1)    Todos nós somos inundados. Inundados por dor, inundados por perdas, inundados por frustrações, inundados... muitas vezes inundados.
Tal qual as torres da igreja de Itá, parte de nós pode ficar de pé. Fica o que tiver fundação forte, bem alicerçado.
Meus princípios são fundações. Meus valores são fundações. Minha fé, acima de tudo é minha fundação.
Quando fundamento minha vida em alicerces frágeis, tudo vai abaixo, na primeira inundação.
Ele, com E maiúsculo, é a alicerce seguro para qualquer inundação.
Deus me segura em pé, independente de qualquer coisa.

2)     Itá antes deste episódio não passava de uma pequena e anônima cidade do oeste catarinense.
A partir da inundação se tornou numa cidade moderna, planejada, exuberante, atraente, delicada, agradável. Pessoas do Brasil e do exterior visitam esta cidade turística dada sua história e sua beleza.
Saiu do anonimato para ser uma cidade conhecida e, porque não dizer, famosa.
As crises são assim. Elas não só machucam. Também constroem. Elas não só quebram, dão também possibilidade de construir melhor do que já era.
Preciso aprender isto!

            Eu vi Itá, aprendi, me emocionei e voltei mais rico, na minha alma. 

            Obrigado Itá, por estas aulas de vida.

       Convite: deixe seu comentário abaixo. Obrigado

                                         foto das torres da Igreja antiga de Itá, SC

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Nesta quarta feira, dia 25


Lembranças da minha professora.


Já vai longe o tempo que comecei a frequentar uma sala de aula.
Longe, no tempo, mas ainda vive no meu coração o bom tempo.
Minha primeira pasta escolar, de couro está aqui, diante de mim, pendurada na parede como que a me lembrar de um tempo inesquecível.
A cena em que meu pai e minha mãe entregaram a pasta, com caderno, lápis e borracha, ficou perpetuada. Uma espécie de tremor saudoso percorre minhas veias ao lembrar tão singelo momento.
E a primeira professora? Ah... querida professora! Quanta saudade.
Seu nome: Brunilda.
Professora Brunilda está tatuada na minha alma.
Curioso é que não me lembro do que ela me ensinou. Não sei dos conteúdos que ela ministrou.
O rosto dela, a voz dela, não sei reconstituir.
Mas como ter saudade de quem não  lembro do rosto, nem da voz, nem do que me ensinou?
Lembro-me da alma dela.
Do jeito, da ternura, da atenção. Ah, disto eu lembro. De ela se aproximar da minha “classe”, ou “cadeira”, ou mesa, não sei como se chamava. Ela curvava-se e me dirigia a palavra. Era doce a palavra dela. Ela tinha interesse em mim. Eu era eu, não o aluno número tal.
Como é bom ser importante para alguém e a lembrança que tenho é de ser importante para ela.
Num lugar, então pequeno, no Morro Redondo, em determinado momento adoeci.
Fiquei em casa, febril, por vários dias. Uma batida à porta: era ela, minha amada professora.
Estremeci de felicidade.
Mais que o “melhoral” que tomava, a visita dela foi meu remédio. Pouco tempo eu estava de volta à aula saltitando dizendo: a professora foi na minha casa.
Quão honrosa visita.
Professoras e professores não ensinam conteúdos apenas.
Muito mais que conteúdos, eles nos emprestam a alma.
Emprestam, não. Dão-nos porções da de sua alma para que levemos ao longo da estrada da vida.
Não sei onde está minha professora Brunilda, hoje. Não sei onde está fisicamente. Porque o coração dela me acompanhou quando, depois de crescido fui ser professor por 35 anos.
Acompanha-me hoje, como psicólogo, cuidando de vidas que, por muitas vezes chegam ao consultório sangrando na alma, sem lembranças doces de pai, de mãe ou de professores que se curvaram dizendo: és importante para mim.
Obrigado, professora Brunilda.
Obrigado a todas as professoras e professores que me presentearam com conteúdos, revestidos de alma.
 Os conteúdos não sei bem onde ficaram, mas a alma de vocês está misturada à minha.
Vocês foram artífices silenciosos de quem eu sou, hoje.
Parabéns a todos que ensinam, que repartem conteúdos e alma
Que Deus os abençoe.

P.S: deixe seu comentário abaixo.
                                                                                                       Vilnei


quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Seminário PPHM, Curitiba


Voce está fazendo o que ama, agora?

tire 10 minutos do seu tempo para olhar, com carinho, a este vídeo.
Depois continue fazendo o que estava fazendo


segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Carruagens de Fogo

MOMENTO VIDA com um olhar para alguns diálogos deste fantástico filme

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

Alguém está me olhando!

Momento Vida: cuidado, alguem está me olhando

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

vale a pena ver

veja no link abaixo uma foto sensacional, feita pelo André Laus.
Tecnologia de última geração.
Brinque com o mouse .
assista em
http://www.360eventos.net/tour-virtual/make-your-choice-2012/

PROMOÇÃO especial

Um pedido especial a voces que leem este blog nos mais diversos lugares deste planeta.
Peço que em enviem um email dizendo que lê, e onde está, ao ler.
Mandem, seu endereço, e enviarei meu livro Check Up da alma, sem custos.
Isto vale para os primeiros 20 que escreverem do Rio Grande do Sul e para os 20 primeiros de outros estados ou países.

email: vilnei@brturbo.com.br

Obrigado, Vilnei

domingo, 9 de setembro de 2012

o poder da múscia


Em uma pesquisa, descobriu-se que pessoas gastavam mais do que o triplo em uma garrafa de vinho quando estavam ouvindo música clássica, em comparação com quando ouviam músicas populares. Presume-se que todas as pessoas envolvidas estavam comprando o vinho que queriam comprar e que seriam capazes de fornecer justificativas aparentemente racionais para fazê-lo, mas não sabiam que a música calma de fundo havia sido a única variável alterada.

Recentemente, um provador da indústria do vinho afirmou acreditar que o gosto do vinho é influenciado pela música que está tocando.

Para ilustrar, pesquisadores descobriram que o tipo de música tocada pode alterar radicalmente a quantidade de tempo de permanência em uma loja e a velocidade com que os consumidores se movem, e pode mudar sua percepção de quanto tempo ficam esperando para serem atendidos.

Não chega a surpreender que essas influências, sobre o comportamento e a percepção, possam levar a gastos maiores. Uma comparação feita com músicas lentas e rápidas em um supermercado, apontou que a primeira levou a um aumento de 39% nas vendas.

É claro que ninguém diria que essas pessoas saíram da loja pensando: "Gastei mais porque a música de fundo tinha menos de 60 batidas por minuto"

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Momento vida - decisão

Passamos a vida tomando decisões.
Pior que errar na decisão, é não decidir.

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Uma voz

Ouvi "uma voz", na voz do Filipe, gravei, editei e compartilho com voces esta canção que sai da alma e vai ao Pai.


segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Criciúma

Vivemos um momento MARAVILHOSO, num retiro com casais.
O encontro foi em Tubarão, reunindo gente de vários, lugares, como Criciúma, Aranguá e outros..
Montei um vídeo que foi rodado no final do encontro.
Assista uma pequena amostra deste inesquecível encontro.
Obrigado, Catarinenses queridos que me proporcionaram este momento


segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Momento Vida - SIMÕES

Simões: um artista que canta com a alma:

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Orgulho de Pai

Isaac Gutheil Varzim:
Ontem um menino, hoje um gigante.
Além de um filho encantador, um marido exemplar, um pai modelo, é um artista indescritível.
Desnudo-me da função de pai  para olhar como admirador e apreciador do belo, do poético, do lindo da vida.
O clip que contem a música e a musicalidade do Isaac, podem ser vistas neste vídeo.
Obrigado, Isaac, pelo gigante que és.
Te amo

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

MOMENTO VIDA: Poema de Amor

O poema dito pelo Léo, neste vídeo é de autoria de Pablo Neruda


sábado, 4 de agosto de 2012

Xiiii.. ERREI

Ana Paula Padrão, conhecida jornalista, ao vivo, referiu-se ao Jornal da Globo, embora estivesse em outro canal.
Repercução internacional.
De uma forma maravilhosamente sábia ela fala sobre o erro, num texto digno de ser lindo e estudado:

XI... ERREI!

A verdade atrai uma solidariedade coletiva. Uma sensação de Ela é como nós!

Errar é ruim. Errar publicamente é pior. Errar no maior evento esportivo do planeta é um problemão. Mas acontece. Aconteceu comigo. Não preciso entrar em detalhes, pois tenho certeza de que, se alguém não viu, ficou sabendo.

Aí é que está. Meu erro, por imperdoável que seja, alcançou uma projeção que eu nem sabia que tinha. E que certamente não teria na outra bancada. Curioso esse motor de informações das redes sociais. Talvez o erro seja mais querido que a boa performance. O erro faz com que o personagem televisivo se torne real. E eu mesma sou mais de verdade cada vez que erro. Não que eu goste de errar. Mas gosto muito de parecer de verdade. E a verdade atrai uma solidariedade coletiva. Uma sensação de Ela é como nós!

Nesses últimos dias lembrei do meu antigo emprego. Por causa da diferença de fuso horário, o “Jornal da Record” entra no ar perto da meia-noite em Londres, de onde acompanhamos, com exclusividade, os Jogos Olímpicos. A sensação de já-passei-por-isso-antes deve ter ficado boiando em algum canto remoto da minha consciência e surgiu, subitamente, no ar. Ao vivo.

Muita gente que encontro, todos os dias, me diz que eu pareço tão mais feliz hoje do que no passado. Agradeço pela sensibilidade dos que percebem que todos fazemos nossas escolhas e que elas podem nos deixar mais felizes, ainda que desafiem o senso comum. Estou, sim, mais feliz. Mais solta. Mais relaxada. Mais humana. E mais imperfeita, como qualquer um. Erro. E aprendo a gostar de mim também quando erro.

Tanto é assim que tive vontade de escrever sobre isso. Dividir a sensação. A perfeição tem um peso absurdo. A perfeição é muito maior do que nós. É muito poderosa e muito cruel. Ela arrasta você para o buraco escuro da solidão. Por mais ensolarada que você seja por fora, torna-se sombria por dentro. É de lá que vem a primeira cobrança, a primeira crítica, o primeiro julgamento. São todos destrutivos. Vão roendo suas entranhas até que reste só uma casca. Bonita e oca. Além de desejar o melhor e se esforçar pelo melhor, você se torna refém dela. Da perfeição. Acabo de ver a queda de um atleta da ginástica artística numa prova importante. Ele termina a apresentação chorando. Sei o que ele sente. Eu já quis ser perfeita. Mas isso passou. Ainda bem que passou. Por isso perdoo meus erros e faço piada deles.

Amigas e amigos, divirtam-se! Riam de mim do jeito que eu mesma fiz. Parei em frente do espelho e disse pra mim mesma: O que é que você foi fazer, doida? De onde saiu aquela frase? E ri. De mim mesma. Ri pela felicidade de ser quem eu sou. Essa pessoa que tem uma história, pública. Uma história tão minha e tão pública que seria impossível negá-la ou apagá-la. Uma história que muita gente entende, mas que não agrada a todos. Por isso eu ri. Pela felicidade de não ser uma unanimidade e de não ter que arrastar por aí uma personagem de mim mesma. Podem acreditar em mim: é uma tranquilidade não desejar ser querida por ser impecável e se saber querida inclusive nas falhas.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Uma lindíssima praia

Momento VIDA numa das mais lindas praias!

segunda-feira, 9 de julho de 2012

MOMENTO VIDA: reclamar ou aplaudir a VIDA?



CEFAS abaixo de zero

Há 38 anos acontece um encontro, de homens, em pleno inverno.
Neste video um pouco do que vimos e sentimos



segunda-feira, 2 de julho de 2012

mais um MOMENTO VIDA

por onde andei nos dois últimos meses


O que andei fazendo nos dois últimos meses.

Ao terminar o mês de junho, compartilho com vocês minhas atividades nos dois últimos dois meses, maio e junho.

Neste período, foram:

·         2 retiros de casais

·         7 palestras

·         1 encontro de mulheres

·         7 cidades: Lajeado, Veranópolis, Canguçu, Mercedes (Paraná), Florianópolis (Santa Catarina), Panambi, Pelotas

·         6188 km rodados

·         29 horas de palestras proferidas.

Temas abordados: terceira idade, tempero do casamento, check up da alma, check up do casamento, dicção e oratória, oração, comunicação individual, comunicação em mídias eletrônicas, entre outros.

Resumindo: convivi com mais de mil pessoas, em lugares maravilhosos, encontros inesquecíveis.

Embora na condição de palestrante, o que mais fiz foi ouvir.

Ouvi gente apaixonada. Ouvi gente guerreira. Ouvi pessoas com muita fé. Ouvi famílias com dores. Percebi vontades. Identifiquei cansaços. Ouvi desesperanças, ouvi esperanças. Presenciei lágrimas incontroláveis. Assisti depoimentos de vitórias sobre todo tipo de dificuldade, desde as relacionais até câncer avançado.

Terminei estes dois meses cansado. Um doce cansaço por tão ricas oportunidades que me foram concedidas.

Minha palavra de agradecimento, profundo, pela confiança que me foi dada em ocupar a palavra nestes lugares.

Cresci muito, aprendi muito!

Uns poucos dias de parada, em Pelotas, e logo, volto a estrada para muitos outros lugares, curioso para estes novos convívios.

Obrigado a vocês, e, principalmente a Deus por me conceder tão lindas oportunidades.

segunda-feira, 21 de maio de 2012

mais uma pedalada

mais uma experiëncia sobre duas rodas, por estradas de Pelotas.
Desta vez encontro um barco para atravessar o Canal de São Gonçalo.
acompanhe

quarta-feira, 16 de maio de 2012

domingo, 13 de maio de 2012

Parabens, mamaes

No dia dedicado à estas guerreiras, uma mensagem, no link abaixo, que produzi para a rádio União FM de Pelotas e Novo Hamburgo.

http://www.youtube.com/watch?v=mZlcDBASpUM

sábado, 12 de maio de 2012

mães: guerreiras silenciosas e maravilhosas

sugestão de video para reverenciar a estas lindas guerreiras
http://www.youtube.com/user/ProcterGamble/featured?v=RoQ1iYREvgI

sexta-feira, 11 de maio de 2012

homenagem às mães

estou editando um homenagem, em audio, especial para as mães.
Mamaes, aguardem!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

um novo vídeo


Lançamento

A partir de hoje, aqui no blog, dois espaços novos:
Olhe para o lado esquerdo da tela:


1) ARQUIVOS PARA BAIXAR E CURTIR
   São arquivos utilizados em palestras e postos à disposição para quem tiver interesse em aprofundar a leitura


2) MOMENTO VIDA
  Publicação de vídeos da série "Momento Vida", produzidos por aí, pelas estradas da vida, a pé ou de bicicleta. 
Todos são textos produzidos sem prévia elaboração, onde as palavras fluem da alma, na medida em que saem.


Peço seu comentário aqui mesmo ou pelo email: vilnei@brturbo.com.br

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Livro sobre Eclesiastes

Para quem gosta do livro de Eclesiastes, da Bíblia, deixo aqui um arquivo muito interessante com comentários e informações importantes.
Trata-se de um livro completo.
Sugiro sua leitura.
Basta clicar no link abaixo e baixar para seu computador.
Peço a gentileza de deixar um recado aqui quando baixar ou ler.
Boa leitura
link para baixar o arquivo
http://dl.dropbox.com/u/35350313/livro_deeclesiates.doc

quarta-feira, 2 de maio de 2012

Novo vídeo da série "MOMENTO VIDA"





Porque sofremos?
Porque alguns sofrem, outros não?
Para que sofremos?
O que fazer em meio ao sofrimento?
Deus é culpado pelo sofrimento?

Na Comunidade Evangélica São João, Pelotas, 20h.
Maiores informações pelo email: vilnei@brturbo.com.br

quinta-feira, 26 de abril de 2012

terça-feira, 24 de abril de 2012

sexta-feira, 20 de abril de 2012

O primeiro encontro sobre ECLESIASTES

Fiquei imensamente feliz com o grande número de pessoas que compareceu ontem, dia 19 na Igreja São João, em Pelotas, para o primeiro encontro sobre ECLESIASTES.
Minha primeira palavra é de gratidão pela presença significativa.
No encontro de ontem foi abordada a posição do livro dentro da Bíblia.
Os 39 livros do Velho Testamento, da Bíblia são distribuidos e 5 grupos:
1) Pentateuco (5 livros)
2) Históricos (12 livros)
3) Poéticos (5 livros)
4) Profetas maiores (5 livros)
5) Profetas menores, (12 livros)

ECLESIASTES é um dos poéticos.
Há indícios de que tenha sido Salomão o autor, embora não existe unanimidade quanto a isto.
Escrito em torno do ano de 977 AC.
O livro começa sem rodeios. Vai direto ao assunto que interessa:
Diz de imediato: "vaidade de vaidades, tudo é vaidade".
A palavra vaidade aparece 37 vezes, no livro.
Um pouco mais sobre Eclesiastes eu conto na próxima postagem

quarta-feira, 18 de abril de 2012

VAIDADE

       Eclesiastes tem uma linha de desenvolvimento que vai do natural ao espiritual. 
      A maior parte de suas colocações se refere ao que é terreno, o que está debaixo do sol. Dentro desse limite tudo é vaidade.
       Amanha, discutiremos muito mais sobre este fantástico livro da Bíblia




terça-feira, 17 de abril de 2012

Do que trata ECLESIASTES?

 Tema central: 

A busca da felicidade no confronto entre a vida, a morte e a eternidade.
Com todas as possibilidades de sofrimento, será que o homem poderá encontrar felicidade entregando-se à sua busca pelo prazer e pela alegria?
Talvez fosse então aconselhável que o homem se dedicasse única e exclusivamente aos objetos do seu deleite: a comida, a bebida e os relacionamentos.
Estes inquietantes aspectos serão tratados nas palestras.

Cada dia mais próximo

segunda-feira, 16 de abril de 2012

MOMENTO VIDA

Uma experiência nova, dentro do programa VIDA SAUDÁVEL, da TV Cidade.
Assista a primeira edição do MOMENTO VIDA:

Chegando o dia

LANÇAMENTO

Hoje, segunda feira, 16 de abril vai ao ar, pela primeira vez, uma participação que farei dentro do programa VIDA SAUDÁVEL, na TV CIDADE, em Pelotas.
O programa VIDA SAUDÁVEL, apresentado pelo renomado apresentador de Tv Ubirajara Mello.
Dentro do programa, a convite do "Bira", entro com um quadro chamado "MOMENTO VIDA".
O programa de hoje foi feito sobre minha bicicleta por estradas do interior de Pelotas, falando de porteiras.
O programa vai ao ar as 21h, na TV CIDADE, ViacaboTV, canal 20, em Pelotas.
O programa pode ser acompanhado pelo site www.tvcidadepelotas.com.br.
As 21h disponibilizarei aqui no site o video do MOMENTO VIDA.

domingo, 15 de abril de 2012

A mente Humana e suas programações


A mente humana grava e executa tudo que lhe é enviado, seja através de palavras, pensamentos ou atos, seus ou de terceiros, sejam positivos ou negativos, basta que você os aceite. Essa ação sempre acontecerá, independente se traga ou não resultados positivos para você. 

Um cientista de Phoenix - Arizona - queria provar essa teoria. Precisava de um voluntário que chegasse às últimas conseqüências. Conseguiu um em uma penitenciaria. Era um condenado à morte que seria executado na penitenciária de St Louis no estado de Missouri onde existe pena de morte..
 

Propôs a ele o seguinte: ele participaria de uma experiência científica, na qual seria feito um pequeno corte em seu pulso, o suficiente para gotejar o seu sangue até a ultima gota final. Ele teria uma chance de sobreviver, caso o sangue coagulasse. Se isso acontecesse, ele seria libertado, caso contrário, ele iria falecer pela perda do sangue, porém, teria uma morte sem sofrimento e sem dor.
 

O condenado aceitou, pois era preferível do que morrer na cadeira elétrica e ainda teria uma chance de sobreviver.
 

O condenado foi colocado em uma cama alta, dessas de hospitais e amarraram o seu corpo para que não se movesse. Fizeram um pequeno corte em seu pulso. Abaixo do pulso, foi colocado uma pequena vasilha de alumínio. Foi dito a ele que ouviria o gotejar de seu sangue na vasilha. O corte foi superficial e não atingiu nenhuma artéria ou veia, mas foi o suficiente para ele sentisse que seu pulso fora cortado.
 

Sem que ele soubesse, debaixo da cama tinha um frasco de soro com uma pequena válvula. Ao cortarem o pulso, abriram a válvula do frasco para que ele acred itasse que era o sangue dele que está caindo na vasilha de alumínio. Na verdade, era o soro do frasco que gotejava.
 

De 10 em 10 minutos, o cientista, sem que o condenado visse, fechava um pouco a válvula do frasco e o condenado pensava que era seu sangue que estava diminuindo.
 

Com o passar do tempo, foi perdendo a cor e ficando fraco. Quando os cientistas fecharam por completo a válvula, o condenado teve uma parada cardíaca e faleceu, sem ter perdido sequer uma gota de sangue.
 

O cientista conseguiu provar que a mente humana cumpre, ao pé-da-letra, tudo que lhe é enviado e aceito pelo seu hospedeiro, seja positivo ou negativo e que a morte pode ser orgânica ou psíquica.
 

Essa história é um alerta para filtramos o que enviamos para nossa mente, pois ela não distingue o real da fantasia, o certo do errado, simplesmente grava e cumpre o que lhe é enviado.
 

"Quem pensa em fracassar, já fracassou mesmo antes de tentar".
 

revista "Super Interessante" de Julho 2002
 


sábado, 14 de abril de 2012

Falecimento

Faleceu hoje um grande amigo, um maravilhoso professor, um extraodinário companheiro de trabalho, uma referencia como cristão, um pai de familia exemplar.
Faleceu meu amigo Indú de Miranda Ferrari. 
Sepultamento hoje 22h, no Cemitério do Fragata.
Deixa uma linda marca de vida, nas vidas que com ele conviveram.

Imaginação

A imaginação é mais importante que o conhecimento. Albert Einstein

"Fé é pisar no primeiro degrau, mesmo que você não veja a escada inteira"
Martin Luther king Jr

Agenda de Palestras 2012

Acompanhe ao lado (direito) a agenda de palestras.
Comunidades, Escolas, Empresas ou Instituições interessadas em palestras
podem fazer contato pelo email: vilnei@brturbo.com.br ou telefone (53) 99827515

Assista, divulgue e participe

Silas Malafaia

Vivemos num tempo de muitas igrejas e muitos pregadores. Especialmente muitos pregadores na mídia, ocupando dezenas de horas, na TV, por semana.
Cada um com seu jeito, com suas características, com suas qualidades e com coisas questionáveis.
Um deles é Silas Malafaia.
Admiro muitas coisas, discordo de outras.
Destaco, porém, que hoje ele é, provavelmente, o homem cristão que mais bota a cara diante de coisas importantes no mundo além dos muros da igreja, me refiro ao mundo político.
Hoje foi um dos dias em que ele usou um enorme espaço, em rede nacional na BAND, para brigar de frente com relação a PEC 222.
Respeito e admiro sua capacidade de guerrear pelo que crê.
Cristianismo não existe só dentro da igreja.

vem aí, palestras especiais: ECLESIASTES